"Há dias que dá vontade de fazer nada. Há dias que nem os sonhos parecem fazer sentido. Sufocada nesse labirinto chamado Terra, um corpo já sem alma vaga n amultidão... Quem lhe dera inaugurar o beijo da despedida, pois há dias em que o mundo inteiro canta e ele apenas consegue chorar."

By Talissa

15/07/2009

"Canção da morte"

Respire em mim... fundo,
Para que eu respire... e viva.
E me abrace apertado para eu dormir
Suavemente segura por tudo que você dá.


Venha me beijar, vento, e tire meu fôlego
Até que você e eu sejamos um só,
E dançaremos entre túmulos
Até que toda a morte se vá.


E ninguém sabe que existimos
Nos braços um do outro,
A não ser Aquele que soprou o hálito (...)


Venha me beijar, vento, e tire meu fôlego
Até que você e eu sejamos um só,
E dançaremos entre túmulos
Até que toda a morte se vá.




_William P. Young_

Nenhum comentário:

"Nada nos deixa tão solitários quanto nossos segredos."

(Paul Tournier)